Publicidade
Rodrigo Nunes Martins
“Precisamos acreditar no nosso potencial”
O jovem Rodrigo Nunes Martins, de 29 anos, estará à frente da CDL de Alpestre, junto com sua diretoria, focados no desenvolvimento da classe empresarial alpestrense
Por: Suseli Cristo
Publicado em: sexta, 14 de janeiro de 2022 às 15:35h
Atualizado em: sexta, 14 de janeiro de 2022 às 15:44h

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Alpestre vive um novo ciclo. Ao completar 25 anos, em 2021, a entidade também elegeu sua nova diretoria, que veio para somar e dar ainda mais ênfase ao trabalho que vem sendo realizado no município nessas mais de duas décadas. A partir deste mês de janeiro, o jovem Rodrigo Nunes Martins, de 29 anos, estará à frente da entidade, junto com sua diretoria, focados no desenvolvimento da classe empresarial alpestrense. 
– Atualmente estou trabalhando na Sicredi como gerente da agência de Alpestre (no dia 2 deste mês completei 10 anos de empresa), sendo que durante esse tempo passei por várias funções e cargos dentro da cooperativa. Minha trajetória na CDL começa justamente quando assumo a gerência da cooperativa, pois também na CDL substituo o antigo gerente, Andre Vanzin, que fazia parte da diretoria como vice-presidente. Em conversas com os integrantes da diretoria e associados colocamos o edital para o grande grupo, para quem tivesse interesse em participar da nova diretoria, para então colocar seu nome à disposição. Depois de algumas conversas, o atual presidente, Luiz Kunz, me fez o convite para eu ser o novo presidente. Fiquei muito feliz e aceitei, pois sei de todo o trabalho que foi feito até aqui pela entidade – conta Rodrigo.

Publicidade
Publicidade

Novos líderes
Bacharel em Administração e pós-graduado em Gestão, Liderança e Desenvolvimento de Equipes, a formação de Rodrigo agregará ainda mais para desenvolver o seu trabalho à frente da CDL.  
– Antes de tudo precisamos reconhecer todo o trabalho que foi realizado até aqui ao longo desses 25 anos, em todas as diretorias, que elevaram a nossa entidade em um nível muito bom de dedicação e representatividade. Também sei que a nossa diretoria fará um grande trabalho à frente da entidade, pois a nossa grande preocupação, ao longo desses três anos, será estar escutando as demandas dos associados, procurando em conjunto melhorias que possam ainda mais estar auxiliando no bom funcionamento do nosso comércio local. E por fim, um compromisso que tenho comigo, é de estar formando novos líderes dentro da entidade, porque entendo que o principal propósito de um presidente ou um líder é formar pessoas melhores que ele – acrescenta. 

Reinventando-se 
Casado com Bruna Schneider Martins e pai do pequeno Samuel, de sete meses, Rodrigo diz estar vivendo uma fase muito boa em sua vida, especialmente com a chegada do primeiro filho. “O Samuel veio para completar a felicidade da nossa família, então hoje a minha prioridade pessoal é o zelo e cuidado com eles. Ao longo dos meus 29 anos, tive muitas conquistas também no lado profissional, mas sei que os desafios que o mundo atual nos traz são gigantes, e para isso entendo a importância de estar me reinventado todos os dias e cada vez mais indo em busca do conhecimento”, frisa.

Ações na CDL
Quanto ao trabalho na CDL, Rodrigo diz que são vários os planos para a sua gestão. “Queremos trazer alguns temas que estão sendo muito debatidos na região, como a gestão do turismo, que é um modelo agregador de renda para muitas empresas e famílias. Queremos também estar criando feiras e eventos para os nossos lojistas. Daremos continuidade na campanha Compra Premiada, onde obtivemos uma aceitação muito grande na cidade, entre outras ações – antecipa.

Acreditar sempre
Desde muito novo Rodrigo começou a trabalhar para ter o seu dinheiro e ir em busca dos seus projetos de vida. “Uma das minhas primeiras funções foi entregador de panfletos. Em um dia quente, estava distribuindo esse material na frente de uma instituição financeira, e nesse exato momento comecei olhar para dentro dessa e me visualizar quanto seria realizador trabalhar ali com aquelas pessoas. Depois de alguns anos de muita dedicação e empenho, consegui entrar na cooperativa Sicredi e realizar esse meu sonho, ao qual hoje, depois de 10 anos, faço parte da gestão de uma das suas agências. Entendo que Deus coloca sonhos em nossas vidas que são difíceis de mensurar e acreditar, mas se confiarmos nEle e também em nosso potencial e estivermos dispostos a nos desafiar eles acabam se tornando reais. Hoje, o maior sentimento que fica é o de gratidão. Gratidão pelos momentos bons, mas também pelos desafios que me fizeram superar barreiras que eu imaginava serem inatingíveis”, finaliza.

Fonte: Jornal O Alto Uruguai
Publicidade