Publicidade
Novo aumento
Exportações da indústria crescem mais de 36% no RS
Recuo no setor de Veículos, porém, impede melhor recuperação nas vendas
Por: Douglas Cavalini
Publicado em: quinta, 12 de agosto de 2021 às 17:05h
Atualizado em: quinta, 12 de agosto de 2021 às 17:09h

As exportações da indústria de transformação do Rio Grande do Sul alcançaram US$ 1,3 bilhão em julho, elevação de 36,8% na comparação com o mês de 2020. No acumulado do ano, as vendas externas totalizaram US$ 7,5 bilhões, valor 31,1% maior em relação a igual período do ano anterior. 

Publicidade
Publicidade


Dos 24 segmentos da indústria, 20 assinalaram aumento do valor exportado na base mensal. Com exceção de Tabaco (-25,8%) e Veículos Automotores (-18,5%), todos os grandes setores exportadores avançaram sobre julho de 2020. Alimentos registrou crescimento de 41,2%, atribuído aos embarques de Farelo de soja. Celulose e Papel obteve o maior crescimento entre os setores, 92,2%, puxado pelas vendas para a China, Estados Unidos e Taiwan. Químicos também registrou forte alta, superior a 78%, com o crescimento continuado das exportações para os Estados Unidos, Argentina e Chile. Couro e Calçados, um dos segmentos que mais sofreu perdas durante a crise, registrou a terceira maior alta, de 71,9%. 

Em especial ao setor de Veículos automotores, a demanda externa ainda não recuperou os patamares acumulados de 2019, e segue 47,3% abaixo, em função da contração das vendas para os principais parceiros comerciais do setor. Quando analisado em relação ao acumulado de janeiro a julho de 2021 com o mesmo período de 2019, os embarques para Argentina (-47,8%), Chile (-64,1%), Estados Unidos (-21,4%), Colômbia (-75,2%), Peru (-66,1%) e México (-47,8%) seguem significativamente abaixo. Além disso, sob a mesma base de comparação, a demanda continua ainda muito reprimida pelos principais produtos exportados do segmento, principalmente Automóveis (-84,2%), Autopeças (-11,3%), Chassis e carroçarias (-41,9%) e Ônibus (-80,7%). 
 

Fonte: Fiergs