Publicidade
Consórcio municipal
Cigres receberá visita do ministro do Meio Ambiente
No encontro será oficializada a entrega do investimento de R$ 4,9 milhões conquistado pelo consórcio ainda em 2020
Por: Lavínia Machado
Publicado em: quarta, 04 de agosto de 2021 às 17:50h
Atualizado em: quarta, 04 de agosto de 2021 às 17:53h

O Consórcio Intermunicipal de Gestão de Resíduos Sólidos (Cigres) receberá a visita do ministro do Meio Ambiente, Joaquim Álvaro Pereira Leite, no próximo dia 20. Na ocasião, o chefe da pasta irá oficializar a entrega do investimento de R$ 4,9 milhões conquistado pelo consórcio ainda em 2020. A agenda está marcada para as 10 horas, na sede do Cigres, e contará com a presença dos prefeitos dos 31 municípios integrantes do Consórcio, imprensa e demais autoridades regionais.

Publicidade
Publicidade

Origem dos recursos
O recurso a ser recebido pelo Cigres é oriundo de direitos difusos do Ministério da Justiça, que atendeu a proposta do Consórcio cadastrada por meio de edital para a aquisição de diversos itens. Entre eles estão um trator sobre esteiras, uma retroescavadeira sobre esteiras, dois caminhões-caçamba e oito caminhões coletores de resíduos. Os veículos e máquinas já estão na sede do Cigres em Seberi, às margens da BR 386, onde chegaram ainda nos meses de agosto e setembro de 2020. 
O presidente do Cigres, prefeito de Novo Tiradentes, Luiz Carlos Benedette (PP), destaca que a visita do ministro do Meio Ambiente é histórica para o consórcio “Agradeço também o empenho do ex-presidente Edmilson Pedro Pelizari e toda a sua diretoria na busca por este investimento, contando também com o apoio fundamental do senador gaúcho Luiz Carlos Heinze”, frisa Benedette. 

Quem é Joaquim Álvaro Pereira Leite 
Servidor de carreira no Ministério, Joaquim Álvaro Pereira Leite, assumiu a pasta substituindo Ricardo Salles, ministro na época da execução do projeto com o Cigres. 
Pereira Leite atua no ministério desde julho de 2019. Para se tornar servidor do Ministério, Joaquim Álvaro Pereira Leite deixou o cargo de conselheiro na Sociedade Rural Brasileira (SRB), onde estava desde janeiro de 1996.
Formado em Administração de Empresas pela Universidade de Marília (UNIMAR – SP) e com mestrado no Instituto de Ensino e Pesquisa (INSPER – SP), Leite passou por diversas empresas antes de entrar para o Ministério do Meio Ambiente.
 

Fonte: Jornal O Alto Uruguai, com informações Cigres
Publicidade