Publicidade
Saúde
Fiocruz produz insumos para diagnóstico da varíola dos macacos
Primeiro caso da doença no Brasil foi confirmado em São Paulo
Por: Cíntia Henker
Publicado em: quinta, 09 de junho de 2022 às 08:49h
Atualizado em: quinta, 09 de junho de 2022 às 08:55h

Os casos suspeitos de varíola dos macacos no Brasil levaram a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) a produzir, no tempo recorde de uma semana, por meio do Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP), controles positivos para auxiliar no diagnóstico seguro da doença.
Os primeiros reagentes foram entregues à Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS), para serem distribuídos em, pelo menos, 20 países. Outra remessa de controles positivos foi distribuída na quarta-feira, 8, aos laboratórios de referência do Brasil, atendendo a pedido da Coordenação Geral de Laboratórios de Saúde Pública (Secretaria de Vigilância em Saúde/Ministério da Saúde).
Segundo a Fiocruz, os controles positivos refletem a capacidade nacional de produção de insumos críticos para o diagnóstico.
 

Publicidade
Publicidade

Brasil tem um caso confirmado

O primeiro caso de varíola dos macacos no Brasil foi confirmado na quarta-feira, 8, em um paciente que voltou da Espanha e está internado em um hospital de São Paulo, em isolamento. Mais cinco seguem em investigação, um deles no Rio Grande do Sul.

 

 

Fonte: Jornal O Alto Uruguai com informações da GZH