Publicidade
Cooperativismo
Cursos do programa “Propriedade Sustentável” iniciam no RS e SC
Desenvolvido pela parceria entre Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG e Sebrae e busca a evolução das famílias do campo
Por: Thaane Otero
Publicado em: sexta, 27 de maio de 2022 às 14:57h
Atualizado em: sexta, 27 de maio de 2022 às 15:02h

Para fomentar o empreendedorismo sustentável, promovendo a evolução da propriedade rural, por meio de transformações que possibilitem seu desenvolvimento continuado e melhora nos resultados, a Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG deu início, nesta semana, aos cursos integrados ao programa Propriedade Sustentável. Os associados dos municípios de Cunha Porã/SC e Seberi/RS iniciaram as atividades do curso “D-Olho na Qualidade Total Rural”, e, posteriormente, Rodeio Bonito/RS e Palmitos/SC começam as ações do curso Qualidade Total Rural. Desenvolvido em parceria com o Sebrae-RS, cada município conta com aproximadamente 15 famílias, totalizando, neste primeiro momento, 60 propriedades nos quatro municípios participantes do programa. No decorrer do programa, outras cidades da abrangência da Cooperativa, deverão ser também contempladas e, conforme o Diretor de Operações, Jaques Samuel dos Santos, disponibilizar conhecimento é uma das maneiras de agregar valor aos associados. – O programa é baseado no econômico, social, ambiental e na gestão, com o intuito de melhorar as propriedades, focando também no envolvimento de todos da família. Com isso, nosso desejo é proporcionar melhores resultados financeiros e mais qualidade de vida aos participantes –, destaca o diretor. Em Seberi/RS, os módulos iniciaram na quarta-feira, 25. Segundo a gestora de projetos do Sebrae-RS, Catia Roy, o objetivo do D-Olho na Qualidade Total Rural é trabalhar competências para que as pessoas conheçam, pratiquem e implementem o programa nas propriedades. “A ideia é criar um novo hábito para melhor desenvolver o trabalho diário, para otimizar os recursos, melhorar o bem-estar físico, mental e social de todos os envolvidos, respeitando a relação com o meio ambiente”, conta Catia. O programa é dividido em seis encontros presenciais em sala de aula. “No primeiro, é feita uma sensibilização, e os próximos focam no descarte, organização, limpeza, higiene e na ordem mantida. A ideia é identificar o que é necessário, o que é dispensável, organizar objetos, a rotina de trabalho, manter ambientes e equipamentos limpos, cuidar da segurança, da saúde e do bem-estar, trabalhando para cumprir com perseverança. Atrelado a isso, cada propriedade recebe também visitas, com cinco horas de consultoria, como forma de ajudar o produtor a colocar em prática o que foi aprendido em sala de aula”, ressalta a gestora. Representando os municípios que estão praticando o D-Olho na Qualidade Total Rural, o gerente de Seberi/RS, Claudemir Bazanella, destaca a importância de desenvolver este programa. “Nosso município vive grande parte em torno do agro, que representa mais de 70% da economia local. Por este motivo, os associados sempre precisam estar atualizados e o programa é uma forma de apoiá-los na parte financeira, planejamento, tecnologia e organização, buscando a sustentabilidade que o Sicredi visa sempre proporcionar aos agricultores. Isso porque o agro é o alicerce da Cooperativa, e os associados estando bem, a instituição também poderá investir mais, e quem ganha com isso são os associados e a sociedade”, enaltece o gerente.

Publicidade
Publicidade
Fonte: Jornal O Alto Uruguai
Fotos