Publicidade
Pleito
Consulta Popular: votação é prorrogada até 15 de dezembro
Decisão foi tomada também como forma de aumentar os índices de participação popular
Por: Nícolas Rahmeier
Publicado em: segunda, 29 de novembro de 2021 às 13:53h
Atualizado em: segunda, 29 de novembro de 2021 às 14:48h

Após solicitações de representantes dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes), o Governo do Rio Grande do Sul prorrogou o prazo para votação na Consulta Popular 2021 para o dia 15 de dezembro. O posicionamento foi adotado em função de problemas identificados no aplicativo responsável pela votação, o Colab. A estratégia de prolongar a data-limite também é adotada com o intuito de aumentar a participação popular, haja visto que para a obtenção dos recursos estaduais disponibilizados via Consulta Popular é preciso que ao menos 2% da população do Conselho Regional formalize voto. 
A presidente do Conselho Regional de Desenvolvimento do Médio Alto Uruguai (Codemau), Marcia Faccin, explica que, após algumas reuniões, ficou acordado a realização de algumas mudanças no sistema Colab com o intuito de facilitar o processo de votação, além de destacar a importância da colaboração popular com os votos para que sejam atingidos os 2% da população da região. 
Os dados solicitados permanecerão os mesmos em função de serem necessários para a segurança e lisura do pleito. Sendo assim, o nome, a data de nascimento, a cidade, o CPF e o título eleitoral continuam sendo os documentos indispensáveis para a votação.

Entenda a Consulta Popular
Instituída em 1998, pelo governo do Estado, a Consulta Popular permite aos votantes que definam diretamente parte dos investimentos a constarem no orçamento estadual. Neste ano, o valor disponibilizado será de R$ 30 milhões para as 28 regiões dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes).
Os eleitores de abrangência do Codemau (conselho que abrange os municípios da região) poderão votar somente em uma das cinco demandas disponíveis na cédula de votação. Destas cinco, três serão eleitas no valor de R$ 371.429,00 cada.

 

Publicidade
Publicidade
Fonte: Jornal O Alto Uruguai
Publicidade