Publicidade
Arte
Valéria Pinheiro lança série “Mulheres Fortes”
Clara Zetkin, Marielle Francisco da Silva, Malala Yousafzai, Anita Malfatti e Maria da Penha Maia Fernandes estão entre as personagens famosas, assim como a mãe da artista, Terezinha, a irmã Verenice e a vó Ilda
Por: Cíntia Henker
Publicado em: segunda, 01 de novembro de 2021 às 13:31h

Como forma de homenagear a força feminina, no mês de outubro, a artista plástica de Frederico Westphalen, Valéria Pinheiro, lançou uma nova série de telas, intitulada “Mulheres Fortes”. Ao todo, as histórias de 12 mulheres foram retratadas pela artista, incluindo nomes de personagens mundialmente conhecidas e figuras que marcaram a vida de Valéria de alguma forma. 
Clara Zetkin, Marielle Francisco da Silva, Malala Yousafzai, Anita Malfatti e Maria da Penha Maia Fernandes estão entre as personagens famosas, assim como a mãe da artista, Terezinha, a irmã Verenice e a vó Ilda, além de outros nomes. “Esta série é para todas as mulheres, aqui representadas por 12 delas, algumas que não conheci, mas que admiro, outras que tive e tenho o privilégio de fazer parte das suas vidas, mulheres que me ensinaram, mulheres que me cuidaram e cuidam, mulheres que amo, mulheres nobres, simples, sonhadoras, amorosas, mulheres fortes”, explica Valéria. 
A série seguirá exposta até o fim deste ano e pode ser conferida no ateliê da artista, localizado na rua Vicente Dutra, número 43, em FW.

Publicidade
Publicidade

 

Clara Zetkin – Professora, jornalista, socialista e política marxista alemã. É uma figura histórica do feminismo. Foi uma das fundadoras e dirigentes do Socorro Vermelho Internacional.

Marielle Francisco da Silva – conhecida como Marielle Franco do Rio de Janeiro, foi uma socióloga e política brasileira, defensora do movimento feminino e dos direitos humanos.

Malala Yousafzai – uma jovem paquistanesa, escritora e militante dos direitos das meninas de ir à escola, a mais jovem ganhadora do Prêmio Nobel da Paz, em 2008. 

Anita Malfatti – foi uma artista plástica brasileira, paulistana, expressionista, foi um marco para a renovação das artes plásticas no Brasil.

Maria da Penha Maia Fernandes – uma ativista brasileira do Ceará. Sua luta em nome das mulheres vítimas de violência doméstica resultou na criação da Lei Maria da Penha (Lei Nº 11.340).

Matilde – uma sertaneja que vive no sertão baiano, mulher simples, que sofre na pele, a falta de água e de comida, um exemplo de resiliência.

Terezinha – de Vicente Dutra, mãe de Valéria, mulher muito simples e humilde. “Com ela aprendi a ter fé, ela é o exemplo renuncia em nome dos filhos, a base da nossa família”, destaca Valéria.  

Maria – de Frederico Westphalen, mulher que perdeu seus dois filhos ainda quando crianças, depois perdeu seu esposo. Mulher forte, pois precisou continuar. 

Sibele – São Paulo/ Frederico Westphalen. Mulher inteligente, talentosa, professora de musicalização, apaixonada pela arte, mulher que precisou vencer muitos desafios e se manteve forte em sua fé.

Verenice – de Vicente Dutra. Mulher guerreira, de energia boa, adorável, amiga. “Uma irmã que ainda hoje tento cuidá-la”, acrescenta. 

Ilda – de Vicente Dutra. Avó de Valéria. “Me livrou de muitas ‘surras’, mulher forte que criou oito filhos em tempos muito difíceis, mas a maior herança deixada por ela foi a fé e a união que passa por gerações”, conta. 

Dilvane – de Frederico Westphalen. Gari, mulher muito trabalhadora que mostra que com trabalho árduo tudo pode ser possível.

 

Fonte: Jornal O Alto Uruguai