Publicidade
Adequação
Santuário de Schoenstatt tem horários de visitação alterados
Durante tardes dos fins de semana, permanência é permitida por apenas 30 minutos e entrada de veículos está proibida
Por: Douglas Cavalini
Publicado em: quinta, 29 de julho de 2021 às 14:49h
Atualizado em: quinta, 29 de julho de 2021 às 15:01h

Um dos principais pontos turísticos religiosos de Frederico Westphalen e região teve seus horários de visitação alterados nos últimos dias. Desde o dia 17, durante as tardes de sábado e domingo, a permanência no Santuário de Schoenstatt Tabor Porta do Céu será permitida apenas por 30 minutos e em grupos de até quatro pessoas por vez, além de não ser permitida a entrada com carros.

Publicidade
Publicidade


As alterações seguem recomendações feitas pelo Movimento de Schoenstatt em todo o território nacional e buscam evitar aglomerações de pessoas durante a pandemia, além de preservar o ambiente religioso para os visitantes que realizam orações no local.


Durante a semana, as visitas podem ser feitas normalmente, das 8 horas às 18 horas, e nas manhãs dos fins de semana, das 8 horas ao meio-dia. Após esse período, o portão de acesso ao santuário passa a ser fechado, evitando a entrada de carros.


O presidente do Conselho Diocesano de Schoenstatt de Frederico Westphalen, Ariel Stival, destaca que, apesar de permitir o acesso ao público, o santuário é uma propriedade privada. “O santuário é um lugar privado, que é aberto ao público. Ele pertence à Sociedade de Schoenstatt, então ele não é um ponto turístico público, é privado, mas que é aberto ao público”, explica o presidente.


Segundo Stival, o santuário chegou a receber quase 600 visitas em uma tarde. “Em função da pandemia, tem um decreto em nível nacional da Sociedade de Schoenstatt que não libera a permanência no santuário. E aqui, muitas vezes, o pessoal vai com cadeiras, leva chimarrão, pipoca, fica no terreno, porque é um terreno propício para isso também. Então estamos priorizando apenas as visitações de peregrinos ao santuário”, salienta.


Ainda segundo Stival, não há previsão de liberação normal das visitas. “Vamos seguir assim mais um tempo, até as coisas normalizaram. Então a gente pede cuidado aos visitantes, porque é um ambiente de oração”, finaliza.

O santuário completa 18 anos em outubro desse ano, e se tornou um dos principais destinos de visitas de moradores de Frederico Westphalen, especialmente aos fins de semana.
 

Fonte: O Alto Uruguai
Vitrine do AU