PUBLICIDADE
9 - Seen Experience
Papo em família
Papo em família

Sou Graziella Damo Fontoura, 42 anos, resido em FW. Formada há 18 anos em Serviço Social pela Universidade Regional Integrada-URI. No blog conversaremos sobre a dinâmica familiar e suas rotinas, educação em relação aos filhos, como ser uma mulher e mãe de família entre outros assuntos que envolvem o cotidiano das famílias atuais.

O Dia dos Namorados para mim é todos os dias!

E você, sabe o que é o amor?

Tags: cumplicidade, amores, realização, superação, pessoas, sentimento, comprometimento, felicidade, namorados, paixão.

Publicado em 08/06/2018, última alteração em: 08/06/2018 16:31 por Graziella Damo Fontoura.


Quem sabe o motivo ou a história da data de 12 de junho ser alusiva aos Dias dos Namorados? Andei pesquisando um pouco e descobri que em diversos países existem histórias semelhantes, em que religiosos, tais como freis, bispos, dentre outros, eram considerados pessoas que realizavam pregações religiosas em favor do matrimônio e o amor entre as pessoas. Muitos foram presos e decapitados por desrespeitarem ordens do rei, que era contra o amor propriamente dito. Mas, no Brasil, a história é um pouco diferente, pois está relacionada ao frei português Fernando de Bulhões, mais conhecido como Santo Antônio. Em suas pregações religiosas sempre destacava a importância do amor na vida das pessoas e do casamento. Depois de canonizado ganhou a fama de “Santo Casamenteiro”, e no nosso país, por ser véspera do Dia de Santo Antônio (13 de junho), no dia 12 comemoramos o Dia dos Namorados.

Eu trouxe um pouco da história, pois quero enfatizar que sem o amor as pessoas não viveriam. O amor é de tamanha importância, que até os religiosos, em tempos remotos já constatavam que as pessoas precisavam “amar” para serem seres felizes. E comigo não foi diferente!!! Fui fisgada pelo amor há 26 anos, e a cada dia que passa amo mais e mais...

Só que o amor, para algumas pessoas possui uma conotação diferente. E também, as épocas e tempos vividos o amor se expressava de forma diferenciada. Na minha época, por exemplo, os meninos deixavam diariamente um botão de rosa, na sacada, ou porta da casa, de preferência no turno da noite, para expressar o sentimento de amor ou paixão àquela pessoa. Na fase da minha adolescência, a partir dos 13 anos, recebia diversos botões de rosa por dia, alguns identificados e outros não. Cheguei a congelar em um freezer os botões de rosas por longos anos!!! Sim! Hoje lendo isso, sou extremamente retrógrada ou cafona!!! Ou melhor, para a minha afilhada sou “Surreal”!!! Mas era assim mesmo. Tínhamos que aguardar fazer 15 anos, ser apresentada pela sociedade, através do Baile de Debutantes (para quem tinha condições financeiras para isso), e um final de semana por mês, acompanhada dos pais, podíamos frequentar os eventos promovidos pela sociedade. Bebidas alcóolicas comecei a ingerir a partir dos 25 anos praticamente.

Mas o mais importante, independente da época, é que as pessoas necessitam ser amadas por alguém, precisam ter uma pessoa que lhes digam o quanto somos importantes em suas vidas, e que o amor supera quaisquer dificuldades. Eu, por exemplo, namoro todos os dias!!! Não fico no aguardo da data de 12 de junho para expressar o meu amor pelo meu marido. Amo tanto ele, que digo “te amo” milhões de vezes ao dia, e se eu “esquecer” ou começar a falar mais perto do fim do dia, ele já desconfia (brincadeirinha). Mas estamos tão acostumados a buscar a realização pessoal dos dois, que no decorrer do dia ainda sentimos saudades um do outro. Não precisamos estar distantes para sentir saudades, pois ela vem dos momentos em que passamos juntos.

E quem já amou, que seja por uma única vez, e quem mantém um relacionamento há longa data, sabe que às vezes, pelas situações do cotidiano, o estresse em virtude de diversos fatores (econômicos, saúde...), o amor, por mais acesso que esteja, sofre com essas circunstâncias, e até mesmo acaba entre algumas pessoas. No entanto, mesmo que após muito esforço já não dá mais certo, acredito que nunca é tarde para recomeçar um novo amor... Sempre digo que as pessoas não conseguem viver sozinhas, e a expressão do amor não está apenas relacionado aos casais, e sim, ao amor que nutrimos pelas pessoas, sejam da nossa família e ou amigos.

Então, para enfatizar a data de 12 de junho, vamos aproveitar e dizer para as pessoas que temos ao nosso lado, o quanto elas são importantes para nós, e que nada nessa vida teria sentido se não a tivéssemos ao nosso lado. Nem na frente e nem atrás, e sim lado a lado. Se respeitando sempre e valorizando cada ser como único, com suas diferenças e indiferenças. Desejo que o amor tome conta de sua vida! E que o coração de todos transborde de alegrias! Feliz Dia dos Namorados, ou do amor, quesito necessário e de sobrevivência na vida das pessoas.

E para findar segue a música que para mim expressa muito sobre o amor!

 

Sabe Lá... (Catedral)

Tenho a voz do meu amor

Dentro do meu coração

Livre, forte, sem temor

Melodia da canção

 

Sabe lá, sabe lá

Sabe lá o que é amar?

Sabe lá, sabe lá

É difícil explicar

 

É ceder, mais que querer

É um eterno aprender

É preciso mesmo sem

Necessariamente ser

 

É poesia e emoção

É razão sem perceber

É sonhar sem medo algum

É não querer entender

 

Sabe lá, sabe lá

Onde mora a paixão?

Sabe lá, sabe lá

Confundir a ilusão...

 

Tenho o amor que me dá paz

Que dá força pra seguir

Que me tira da aflição

Que me mostra aonde ir

 

Sabe lá, sabe lá

O que é não ser feliz?

Sabe lá, sabe lá

Não ser livre num país?

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica
PUBLICIDADE
13 - Dedetização Daniel