Aline Dequi Palma

Formada em Direito, ela já exerceu a advocacia, foi assessora jurídica, mas hoje é realizada em sua profissão e colhe os frutos de uma carreira brilhante.

Publicado em 25/03/2020.

Por:



11 - Razia

Uma mulher decidida, que corre atrás dos seus sonhos e não desiste nunca. Assim é a delegada de Polícia, Aline Dequi Palma, 44 anos. Formada em Direito, ela já exerceu a advocacia, foi assessora jurídica, mas hoje é realizada em sua profissão e colhe os frutos de uma carreira brilhante.

– Eu valorizo muito as coisas que tenho, porque sempre lutei para conquistar meus objetivos. Valorizo principalmente a vida, procuro viver cada dia intensamente ao lado dos meus familiares, amigos e colegas de trabalho, buscando sempre fazer o bem. Eu fico muito orgulhosa quando vejo mulheres ocupando cargos importantes e de destaque na sociedade, porque como mulher e especialmente como policial, eu sei das batalhas diárias que temos que enfrentar para mostrar nossa capacidade. Nenhum obstáculo é maior do que a vontade de vencer. A mulher precisa acreditar em si mesma e saber que faz a diferença na sociedade – destaca.

 

A carreira

Depois de conquistar o diploma de bacharel em Direito, Aline exerceu a advocacia na sua cidade natal, Palmeira das Missões, junto com seu pai, e após assumiu o cargo de assessora jurídica do Ministério Público de Santa Rosa, até ser chamada para cursar a Academia de Polícia, em Porto Alegre.

– O concurso para delegado de Polícia é extenso, com seis fases, mas me preparei muito para cada uma delas, trabalhava de dia e estudava à noite. Logo que passei na primeira fase, fui para Porto Alegre fazer uma pós-graduação e também a Escola do Ministério Público, e comecei a me dedicar exclusivamente aos estudos. Em seguida, fui aprovada para assessora jurídica do MP, e depois de todas essas etapas, aprovada para o cargo de delegada de Polícia, em 12° lugar. Escolhi assumir a titularidade de Rodeio Bonito para ficar perto da família, que residia em Palmeira das Missões. Ingressei na Polícia Civil com 28 anos, em 2004 – conta Aline, que é delegada titular de Rodeio Bonito, já respondeu como delegada substituta por diversos municípios da região, atuou em Ametista do Sul por 11 anos e, atualmente, também responde em substituição pela Delegacia de Polícia de Erval Seco.

Sobre a profissão que escolheu, a delegada diz estar realizada e vivendo o seu melhor momento. “Hoje vejo que tudo valeu muito a pena. Estou exatamente onde eu escolhi estar. Não por acaso, nem com ajuda de ninguém, e sim resultado do meu empenho, da minha dedicação e da torcida daqueles que estavam ao meu lado. A minha carreira é marcada por muitos momentos importantes, já coordenei diversas operações policiais de grande impacto social, especialmente, no combate aos crimes de tráfico de drogas. Também fui uma das coordenadoras da Operação Tríade, deflagrada pelo Deic no combate ao crime de roubos a banco”, frisa.

 

Família e projetos

Casada com Carlos Alberto Fiad do Amaral e mãe de dois filhos, Murilo e Carolina, é na família que a delegada Aline encontra o apoio e motivação diária para os desafios da profissão. “Meu marido me acompanha e me apoia desde a época da faculdade. Estamos juntos há quase 28 anos, então ele compreende perfeitamente a vida que eu levo. Sempre foi meu parceiro e apoiador, especialmente suprindo minhas ausências no cuidado com nossos filhos. Posso dizer que a família de uma policial civil também é diferenciada, porque em vários momentos importantes não estou com eles em razão do trabalho, e todos compreendem essa ausência. Hoje, o meu maior projeto é ser feliz. Sempre conversamos em família, que não precisamos de grandes ganhos materiais, não queremos acumular, queremos viver, viajar, aproveitar os momentos bons com nossos filhos e mostrar a eles o caminho certo. Esse é o nosso grande projeto”, diz Aline, deixando um recado para aquelas mulheres que sonham em seguir a carreira policial.

 

– Para quem deseja seguir a minha carreira eu digo que, com certeza, será muito feliz nessa profissão. Ser delegada de Polícia é muito gratificante e nos proporciona um crescimento pessoal gigante, pois a gente se depara com situações inusitadas diariamente, precisamos usar a psicologia em diversos momentos, manter o equilíbrio, buscar serenidade para lidar com tragédias, com a morte e com a violência. É um crescimento pessoal muito intenso e gratificante, e que vale a pena cada momento. Sigam em frente, mulheres, não desistam jamais – finaliza.

Texto: Suseli Cristo

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica
PUBLICIDADE
13 - Dedetização Daniel