Meio ambiente

Iniciativa também está contribuindo para a diminuição das despesas do município com o recolhimento do lixo, que é em torno de R$ 50 mil mensais

Publicado em 14/02/2020, última alteração em: 14/02/2020 14:50.

Por:



11 - Novo Rural

Um trabalho ambiental iniciado há mais de um ano vem fazendo a diferença em Seberi. A iniciativa é desenvolvida pela Emater/RS-Ascar local, Consórcio Intermunicipal de Gestão de Resíduos Sólidos (Cigres), administração municipal e UFSM/FW, com apoio do Fundo de Desenvolvimento Regional da Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG.

Segundo o professor da UFSM/FW, Willian Fernando de Borba, desde o início do projeto até o fim do ano passado já foi possível alcançar resultados positivos na redução dos resíduos orgânicos encaminhados mensalmente ao Cigres. “Fizemos uma análise comparativa do ano de 2018 (antes da iniciativa) com o mesmo período de 2019 (após as instalações das composteiras) e já tivemos alguns resultados satisfatórios, mas nós queremos melhorar ainda mais. Com as unidades já instaladas, reduzimos em torno de 25 toneladas/mês de resíduos orgânicos que deixaram de ser enviados ao Cigres, além de proporcionar ao próprio habitante produzir um adubo de qualidade que pode ser usado até na produção de produtos orgânicos em sua residência”, comenta Borba.

12 - Jonnes

Mais de 200 “bombonas” para compostagem serão distribuídas

Intitulada de “Projeto de aperfeiçoamento das práticas para o correto destino dos resíduos sólidos domésticos, produzidos pelos municípios consorciados ao Cigres - estudo de caso Seberi”, ou popularmente “Projeto de composteiras”, a iniciativa terá continuidade neste ano, com a distribuição de mais de 200 “bombonas” para compostagem. “Já está provado que deu certo e que conseguimos reduzir uma grande quantidade de lixo orgânico que vai para o Cigres. Então, com mais essas atividades que estamos desenvolvendo, de 115 “bombonas” entregues pela Sicredi, e mais 100 que serão doadas pela administração municipal, vamos totalizar mais de 400 “bombonas” instaladas no município. Com certeza, é um trabalho ambiental muito bonito, que já está fazendo a diferença na nossa comunidade”, destaca a extensionista rural social da Emater de Seberi, Rosane Ceretta Tomczak.

Mais 115 “bombonas” para compostagem foram adquiridas por meio do Fundo de Desenvolvimento Regional da Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG
(Foto: Rádio Fortaleza FM/Divulgação)

Economia aos cofres públicos

Conforme o prefeito Cleiton Bonadiman, o trabalho com as composteiras tem ajudado o município a reduzir os custos com o envio de lixo ao Cigres. “Com a diminuição da entrega destes resíduos orgânicos, a prefeitura também economiza e esse dinheiro que a gente deixa de colocar no lixo conseguimos fazer outras melhorias na nossa cidade. Hoje, é importante que a comunidade saiba que nós gastamos em torno de R$ 50 mil todo mês na questão do recolhimento e entrega do lixo produzido dia a dia em nossas casas. Então, quanto mais reciclarmos e deixarmos de entregar resíduos orgânicos – queremos fazer um trabalho com as garrafas de vidros também – vamos acabar reduzir os custos e contribuir para o meio ambiente”, afirma Bonadiman.

 

Texto: Gustavo Menegusso

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica
PUBLICIDADE
13 - Dedetização Daniel