PUBLICIDADE
9 - coronavírus

Consumidor

Alta da proteína chegou a 32,40% no ano passado e não há perspectiva de baixa para 2020

Publicado em 15/01/2020.

Por:



11 - Novo Rural

Influenciado pela alta no preço da carne, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de dezembro foi de 1,15%, o maior resultado para este mês desde 2002, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados na última semana. Assim, inflação fechou o ano de 2019 em 4,31% — acima dos 4,25% definidos pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), mas dentro do limite de variação de 1,5 ponto percentual.

O resultado de dezembro ficou acima dos 0,51% registrados em novembro e não tinha um registro tão alto para o último mês do ano há 17 anos, quando marcou 2,10% em dezembro de 2002. Os preços das carnes no Brasil, com alta de 18,06%, contribuíram para esse registro e puxaram a marca de 3,38% no grupo de alimentação e bebidas.

Segundo o economista, Adriano Kozoroski Reis, o país é um grande produtor de carne, por isso, quando o preço da carne aumenta há impactos na inflação. “Eu entendo que não deverá baixar os preços para o consumidor interno em 2020. Houve valorização do produto e os exportadores aproveitam o momento para aumentar seus lucros”, afirma.

 

Outros índices

Outras altas foram observadas no mês, como combustíveis (3,57%) e passagens áreas, que subiram para 15,62%. O reajuste nos preços das apostas de novembro fez os jogos de azar (12,88%) também impactarem a inflação de dezembro.

No ano, o grupo alimentação e bebidas aumentou 6,37%. As carnes variaram 32,40%, sendo que 27,61% foram no último bimestre.

Dos nove grupos pesquisados pelo IBGE em 2019, somente artigos de residência tiveram deflação, de 0,36%. Habitação registrou alta de 3,9%, vestuário subiu 0,74%, transportes marcaram 3,57%, saúde e cuidados pessoais cresceram 5,41%, assim como despesas pessoais, com 4,67%, educação, com 4,75%, e comunicação, com 1,07%.

Em 2018, o IPCA foi de 3,75%.

 

INPC

O IBGE divulgou ainda que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) subiu 1,22% em dezembro e acumulou alta de 4,48% em 2019. O INPC calcula a inflação para famílias com rendimento de um a cinco salários mínimos e é a base oficial para o reajuste do salário mínimo e das aposentadorias e pensões do INSS.

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica
PUBLICIDADE
13 - Dedetização Daniel