Adriana Borella Rosado

Desde 2013, com jornada tripla entre família, presídio e estudos, Adriana deixará a casa prisional com o sentimento de dever cumprido

Publicado em 14/01/2020.

Por:



11 - Novo Rural

Já é mais do que comprovado que a liderança feminina é importante em todos os setores profissionais. Reconhecidas por fazerem a diferença, as mulheres cada vez mais lutam por um mundo ideal e deixam as suas marcas em qualquer que seja a área de atuação. Uma dessas mulheres-destaques é a iraiense Adriana Borella Rosado, que hoje, aos 46 anos, é só agradecimento pela sua trajetória profissional, família e novas experiências.

– Como diz Carl Rogers, ‘cada pessoa é uma ilha em si mesma, em um sentido muito real, e só pode construir pontes em direção a outras ilhas se efetivamente desejar ser ela mesma e estiver disposta a se permitir’. E é assim que faço, me permito viver cada fase da minha vida – destaca.

12 - Jonnes

 

Superintendência

Sempre em busca de novas oportunidades, Adriana prestou concurso para a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) e foi aprovada. Ao ser chamada para assumir função pública, em 1998, por alguns anos teve que sair da sua cidade, deixando também a sua família. “Após a conclusão do curso de formação, fui lotada na Modulada Estadual de Montenegro, e posteriormente transferida para a Penitenciária de Alta Segurança, em Charqueadas, sendo que alguns anos mais tarde, a pedido, fui para a Penitenciária Modulada Estadual de Ijuí, onde residi por aproximadamente cinco anos. Após, tive uma pequena passagem pelo Presídio Regional de Santa Maria, depois Iraí e por fim Frederico Westphalen, cidade onde minha família mora há 40 anos”, relembra.

 

Primeira mulher

Ao ser convidada para ficar à frente da direção do Presídio de FW, Adriana tornou-se a primeira mulher a assumir esse cargo na cidade, bem como, a primeira mulher na 4ª Região Penitenciária, que abrange 10 presídios, a tornar-se diretora de um estabelecimento prisional. “Eu nunca havia almejado esse cargo, simplesmente aconteceu e fui me envolvendo, e posso dizer que faria tudo novamente. Por meados de 2013 fui convidada a assumir a Delegacia Penitenciária Estadual da 4ª Região, com sede em Passo Fundo, cheguei a me deslocar para lá, contudo, pelo fato de ter que de abrir mão da minha vida em FW, do convívio diário com meu esposo e filho, bem como da minha graduação em andamento, decidi retornar e seguir na direção do Presídio de FW, local onde permaneço até este mês de janeiro”, conta Adriana, falando também dos presentes da vida através da superintendência.

– A Susepe, além de minha profissão, me trouxe meu esposo, Olivério de Vargas Rosado, com quem sou casada há 16 anos, e que me proporcionou ser mãe de um filho maravilho, o Gabriel, que atualmente tem 15 anos – complementa.

 

Novos desafios

Formada em Administração pela URI/FW, Adriana acabou indo atrás de um grande sonho, e neste mês de janeiro concluiu o curso de Psicologia. Com a nova formação e há 20 anos no sistema prisional, sendo nove anos como administradora do Presídio de Frederico Westphalen, ela inicia uma nova fase em sua vida.

– Neste mês de janeiro solicitei licença da direção do Presídio de FW. Esse afastamento se faz necessário por acreditar que já contribui de forma possitiva para com o sistema prisional, e uma nova fase na minha vida se inicia. Posso dizer que é a retomada de um sonho de adolescência, uma caminhada que por vezes pensei em desistir, mas a partir de minha obstinação acabei dando segmento ao mesmo. Agora, como psicóloga, estou onde sempre sonhei estar. Acredito que as pessoas podem mudar, melhorar, ousar, e é nessa linha que quero seguir”, frisa.

 

Dever cumprido

Desde 2013, com jornada tripla entre família, presídio e estudos, Adriana deixará a casa prisional com o sentimento de dever cumprido. “Sinto-me realizada profissionalmente, pois foram vários anos de doação por uma causa que julgo importantíssima. Acredito ter deixado uma boa mensagem de que por mais simples que seja nossa contribuição, somada a outras, poderá resultar em um grande ganho para a sociedade. Acredito que conquistei tudo o que sempre almejei e sonhei, amo intensamente minha família e meus amigos, os quais escolhi dividir meus momentos. A partir de fevereiro, o presídio ficará sob responsabilidade do novo administrador, Olivério de Vargas Rosado, o qual tem uma grande caminhada dentro da Susepe, então saio com a certeza de que todos os projetos e o trabalho realizado até aqui terão continuidade”, finaliza.

 

Texto: Suseli Cristo

 

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica
PUBLICIDADE
13 - Dedetização Daniel