PUBLICIDADE
9 - Cotrifred

Polícia

Corpo de Zuilda Correia foi encontrado boiando em um rio. Braços e cabeça foram arrancados, segundo a polícia

Publicado em 11/10/2019, última alteração em: 12/10/2019 04:29.

Por:



11 - Razia

O caiçarense Ronaldo da Rosa está foragido. Ele é acusado de ser o mandante da morte da mulher, a enfermeira Zuilda Correia Rodrigues, de 43 anos, que estava desaparecida desde o dia 27 de setembro. O corpo foi localizado em um rio de Sinop (MT), sendo identificado pelo filho. No entanto, um exame de necropsia vai confirmar a identidade.

Um policial militar de MT, que não teve a identidade divulgada, foi preso suspeito de participação na morte. Durante depoimento, ele apontou o Ronaldo como o mandante do crime. Conforme a Polícia Civil, o militar, que estava afastado do cargo, trabalhava como entregador em uma lancheria de Ronaldo.

O PM confessou o crime à polícia e ainda revelou que foi o responsável por ocultar o cadáver. Ele afirmou que jogou o corpo de Zuilda em um bueiro, perto do centro de eventos municipal.

Diante das informações, os policiais vasculharam o local por horas na segunda-feira, 7. Entretanto, o corpo só foi encontrado na terça-feira, 8, boiando em um rio que passa pelo município. Segundo a polícia, a vítima estava sem um braço e sem a cabeça.

O corpo da enfermeira foi encaminhado para exame no Instituto Médico Legal (IML), onde será periciado.

Por: Leonardo Carlini

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Dedetização Daniel
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica