PUBLICIDADE
9 - Cotrifred

Tradicionalismo

As festividades vão até sexta-feira, 20

Publicado em 07/09/2019, última alteração em: 17/09/2019 20:45.

Por:



11 - Campanha CDL

Há 25 anos, a Ervateira Moura participa do Acampamento Farrapo de Frederico Westphalen, semana em que se comemora o Dia do Gaúcho em toda a região. Para este ano, na 41ª edição do evento, não poderia ser diferente, e a empresa convida a todos os amigos e clientes a conhecerem um pouco mais da qualidade e diferenciais da marca, nesta data em que se aprofunda ainda mais os costumes do Rio Grande do Sul, sendo o chimarrão um dos principais. As festividades iniciaram no sábado, 14, e vão até a sexta-feira, 20.

 

Sobre a empresa

No ano de 1993, iniciou-se a pequena indústria Ervateira Moura, uma empresa familiar com Sede em Vila Coronel Finzito, no município de Erval Seco. Ao longo dos anos, a indústria com sede própria em novo endereço, passa a fazer todo o processo de industrialização, desde a colheita, realizada em diversos ervais da região, a secagem, moagem, empacotamento e distribuição, expandindo no mercado consumidor. Com a capacidade de industrialização de cinco mil quilos por dia, a Ervateira Moura industrializa também erva-mate pré-processada oriunda do Estado do Paraná.

A distribuição também é realizada pela empresa através de funcionários, em diversos munícipios da região, sendo essencial para fazer com que o produto final chegue ao maior número de consumidores.

Atualmente, a empresa segue familiar, sendo que os proprietários Elbio Moura e Marosane Moura contam com 12 funcionários, zelando pelo bem-estar de seus colaboradores e têm grande compromisso com a qualidade dos serviços prestados a todos os clientes e amigos apreciadores de um bom chimarrão gaúcho.

 

Entenda o processo

A colheita de erva-mate é realizada pela equipe de corte em vários ervais da região, sendo este trabalho realizado por oito funcionários. O sapeco possibilita a queima das impurezas dos ramos da erva-mate, porém sem ocasionar a perda de nutrientes. Os ramos da erva “in natura” são selecionados e levados até o forno a uma temperatura de até 70ºC.

Após o sapeco da erva-mate é realizado o processo de cancheamento, por quatro funcionários. Conduzida até o segundo tubo cilíndrico, é promovida então a secagem da erva. Após este processo, a erva-mate está pronta para a moagem.

Na moagem, a erva-mate é socada e moída em moderno sistema, o qual possibilita agilidade na industrialização de grande quantidade de matéria-prima, em um processo sequencial e contínuo.

Em um outro ambiente isolado do barulho, poeira e impurezas é realizado o empacotamento quilo a quilo, por quatro funcionários, respeitando todas as normas técnicas, em um rigoroso processo de seleção e qualidade. Estando assim a erva-mate pronta para a distribuição e logística.

Acompanhe as novidades no Facebook da empresa

 

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
10 - Promo Assinatura
PUBLICIDADE
13 - Dedetização Daniel
PUBLICIDADE
13 - Mundo Mágico