Febre Amarela

Animal foi encaminhado para análise

Publicado em 30/07/2019, última alteração em: 30/07/2019 14:59.

Por:



Há 15 dias, uma notificação da comunidade de linha Sete de Setembro, interior de Palmitinho, deixou especialistas da saúde na região em alerta. A morte de um macaco-prego, nas proximidades de uma residência, fez com que os profissionais encaminhassem o animal para análise com suspeita de febre amarela.

As amostras foram coletadas e destinadas para o Laboratório Central (Lacen) para identificar a causa do óbito. Uma investigação de campo, para ver se não teve outros animais mortos, também foi realizada pela 19ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS).

– Estivemos no interior do município e em Pinheirinho do Vale, onde sabemos que há a presença do animal, no intuito de ver se mais macacos haviam morrido. No entanto, só tivemos esse caso em específico. Também foi realizada a avaliação da imunização de moradores próximos, tendo em vista que nossa região é uma área de risco – disse o médico-veterinário Mauro Dornelles, afirmando que espera retorno dos exames para comprovar ou descartar a doença.

O médico-veterinário ainda explica que a atualização da carteira de vacinação deve ser feita pela população. Conforme o Ministério da Saúde, está prevista para setembro a chegada da febre amarela no Estado, a qual estimou um possível surto da doença.  “Tivemos óbitos por febre amarela em São Paulo, Minas Gerais. Depois, constatamos casos no Paraná e Santa Catarina, sendo que a doença está cada vez mais próxima do Rio Grande do Sul”, conclui.

 

Na edição desta quarta-feira ou na versão digital, uma reportagem completa identifica possíveis surtos na região. Clique e assine!

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
10 - Promo Assinatura
PUBLICIDADE
13 - Dedetização Daniel
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica