Judite Maria Caovilla Uez

Neste ano, o município de Frederico Westphalen, através da Associação Farroupilha Frederiquense (AFF), também homenageará em seus festejos farroupilhas uma grande incentivadora do meio tradicionalista, Judite Maria Caovilla Uez

Publicado em 04/06/2019, última alteração em: 04/06/2019 16:20.

Por:



Neste ano em que o Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) teve aprovado como tema anual a proposta “Mulher Gaúcha – 70 anos de Inclusão no Tradicionalismo Gaúcho Organizado, suas conquistas e participações”, o município de Frederico Westphalen, através da Associação Farroupilha Frederiquense (AFF), também homenageará em seus festejos farroupilhas uma grande incentivadora do meio tradicionalista, Judite Maria Caovilla Uez.

 

A homenageada

Judite Maria Caovilla Uez tem 78 anos, é natural de Casca, mas há 69 anos adotou Frederico Westphalen como sua cidade e formou sua família com o advogado Elio Uez, com quem está casada há 48 anos e tem quatro filhas, Eliete Cristina, Liliane Beatriz, Leise Maria e Leila Aparecida. “Minha família significa a continuidade de vidas, as diferenças de idades e de personalidades, faz com que nos ajudemos sempre, para vivermos em harmonia, com respeito mútuo”, destaca Judite.

Em um processo de autoconhecimento e crescimento, Judite formou-se em dois cursos do ensino superior – Educação Física, pelo Instituto Porto Alegre; e Letras-Português, pela URI/FW – e em um curso técnico, Contabilidade, área em que atuou além de professora. “Exerci minha profissão no Grupo Escolar da Sede, hoje Sepé Tiaraju, e nas escolas Auxiliadora e Roncalli, todas em FW. Temporariamente também lecionei nos cursos de 2º grau em Caiçara e Seberi, no momento da abertura. Trabalhei como professora por 33 anos, até me aposentar”, conta.

 

Amor pelo tradicionalismo

Os primeiros passos de Judite dentro do tradicionalismo foi vendo a admiração do pai pela cultura gaúcha. De lá para cá, a paixão pelo CTG só foi aumentando, assim como o seu envolvimento. “Meu pai, Henrique Caovilla, era um estudioso e admirador da cultura do Rio Grande do Sul. Com ele aprendi muito da história e dos fatos acontecidos na formação do Rio Grande do Sul, isso despertou em mim o amor à tradição. Com a fundação do CTG Pé no Chão, em 1957, meu pai integrou a diretoria, aí nós todos da família participávamos, e a admiração e trabalho no meio tradicionalista foi só aumentando”, relembra Judite.

E como a alma dos CTGs também são as invernadas, foi nelas que Judite viveu grandes histórias. “Meus primeiros passos na tradição foram pertencer à invernada artística e nela exercer atividades como cantar em programas radiofônicos em dupla com minha irmã Zaira e integrar o grupo de danças folclóricas. No CTG Rodeio da Querência foi onde estive por mais tempo, participando desde a fundação, em 1973. Neste período, junto com meu esposo Elio, fomos patrões e integrantes das diretorias em outras gestões. Nossas filhas também participaram nas invernadas, dos saraus e foram primeiras-prendas. Um curso de formação de instrutores realizado pelo MTG, em Porto Alegre, levou-me a assumir a coordenação da invernada artística, atuando por 11 anos, oportunidade que participamos de encontros e concursos de danças regionais e estaduais, com premiações. Nesta atividade, trabalhei em outros CTGs da nossa região”, relata Judite, que hoje coordena um grupo de danças gaúchas no Sesc, participa do coral italiano Unicanto e de um grupo do ECC.

 

Festejos farroupilhas

A 41ª edição da maior festa gaúcha de Frederico Westphalen já está sendo organizada, prometendo um mês de setembro de muitas demonstrações de amor à tradição, que neste ano será ainda mais especial, homenageando Judite, uma mulher que tanto se dedicou na divulgação e ensinamentos do folclore e das tradições gaúchas. “A lembrança do meu nome para a homenagem foi surpreendente, estou feliz e grata por isso. Todos esses anos fiz pela nossa cultura o que qualquer gaúcho apaixonado pela sua história faria”, finaliza. 

 

Texto: Suseli Cristo

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Detetizadora Daniel
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica