Ametista do Sul

Projeto pretende fazer com que os visitantes sintam-se entrando no verdadeiro “mundo do bambu”

Publicado em 07/12/2018.

Por:



Sicoob

O ano de 2019 iniciará com um novo e importante atrativo turístico em Ametista do Sul, o Museu do Bambu & Cia será transferido da cidade de Planalto para o município. Segundo o proprietário, Carlos Ciprandi, a mudança é estratégica e visa aproveitar o fluxo turístico atualmente existente na “capital da pedra ametista”, bem como oferecer a estes visitantes um atrativo a mais em seus passeios, agregando e enriquecendo a estadia. Segundo ele, quanto mais oferta e opções, maior a permanência das pessoas na cidade, fomentando não só as atividades ligadas diretamente ao turismo, mas também outras que se beneficiam indiretamente.

O Museu do Bambu & Cia foi aberto em dezembro de 2017 e, atualmente, está localizado em Planalto, onde já recebeu vários turistas, das mais diferentes localidades do país e do mundo. “Por ser uma cultura muito versátil, o bambu permite a fabricação de vários objetos e produtos, chamando a curiosidade das pessoas. É comum a expressão de surpresa do visitante ao ver tantas coisas feitas de bambu”, acrescenta Ciprandi.

A secretária de Turismo de Ametista do Sul, Mauricia Schmidt Gheno, comenta que o município sempre tem espaço para quem quer investir tanto na rede comercial empresarial e, acima de tudo, com produtos turísticos, setor que vem crescendo pelo potencial e encantamento da pedra ametista, por sua singularidade. “Recebemos no ano de 2017 mais de 150 ônibus, nesse ano, contabilizado até o dia 10 de novembro, mais de 260 passaram pela cidade, sem contar os carros particulares. Acreditamos muito que o próximo ano também será um sucesso e todos na cidade estão muito contentes com a vinda dos visitantes, que está gerando empregos”, destaca.

 

O projeto

O projeto do Museu do Bambu desenvolveu-se a partir da ideia de fazer com que os visitantes sintam-se entrando no verdadeiro “mundo do bambu”, conhecendo todas as suas espécies, história e potencial, além de ver alguns dos muitos produtos que com ele podem ser produzidos. Todos os itens da obra estão sendo desenvolvidos focando o uso de materiais naturais e reciclados, que garantirão sustentabilidade e beleza ao local. O museu contará com 285 metros quadrados (m²), entre área de visitação e loja, sendo 244,00 m² de espaço interno e 41 m² de área externa, e será inaugurado no fim do próximo mês. É um projeto das arquitetas Bruna Lucietto e Francine Trento Garlet.

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.