Futsal

Alviverde supera Afucs com vitória por 4 a 2 em jogo marcado tanto pela emoção quanto pela massiva presença das duas torcidas no Itapagé

Publicado em 01/12/2018, última alteração em: 02/12/2018 01:22.

Por:



A competição que movimentou os ginásios de futsal e reaqueceu o amor pelo esporte na região está chegando ao final. Pouco mais de sete meses depois do início, a Série Bronze 2018 se aproxima do encerramento, que reservou um duelo entre as equipes estreantes no certame e, não por acaso, rivais regionais, para a grande decisão. Guarani Futsal e Afucs, após brilhantes campanhas, iniciaram na noite deste sábado, 1º, a final da Série Bronze 2018, em um Itapagé lotado e vibrante com a presença massiva de duas torcidas. A vitória do alviverde por 4 a 2 deu ao time frederiquense uma importante vantagem para o confronto de volta, marcado para o próximo sábado, 8, num Luiz Julio Gemelli que certamente estará igualmente preenchido de torcedores para a marcação do ponto final, ou reticente, da história dessa competição.

Com um Itapagé “pulsando” como poucas vezes se se viu nesta temporada, o Guarani encaminhou o triunfo ainda no primeiro tempo, com gols de Lukinhas e Maurício Naimayer. Quando a situação parecia ter ficado complicada para a Afucs, diante do bom momento psicológico alviverde no jogo, Yago descontou para o time de Seberi, demonstrando o equilíbrio no confronto.

O jogo

Os primeiros minutos de partidas decisivas como essa são marcados pelo nervosismo das equipes, e não foi diferente no Itapagé. Aparentemente acuado, o Guarani se viu novamente diante de uma Afucs sólida nos minutos iniciais, que criava as melhores chances e retinha a bola com mais qualidade. O emocional “mudou de lado” quando Lukinhas abriu o placar para o Guarani ainda no início do jogo, transferindo para a Afucs o nervosismo da partida. Com a vantagem no placar, o Guarani cresceu no jogo, impedindo investidas do time seberiense que, na única escapada em velocidade, viu seu sistema defensivo tontear em contra-ataque veloz do alviverde. Depois de duas tabelas, Maurício Naimayer, sozinho, empurrou a bola para as redes ampliando o placar, 2 a 0. Na dança das emoções, quando o Guarani parecia ter as rédeas para si, Iago apareceu livre no meio da área após cobrança de escanteio. Como em um lance de futebol de campo, o fixo chutou de primeira, sem marcação, em um belo sem-pulo. Antes do placar anotar o gol da Afucs, a bola triscou a trave e quicou pouco depois da linha do gol, 2 a 1.

Na segunda etapa, já acostumados com o ritmo frenético do jogo e da instabilidade emocional, as equipes honraram suas campanhas na competição e protagonizaram belos e disputados lances. Quase sem tempo para respirar, e com pilhas de oportunidades de gol criadas, os times pareciam incansáveis na busca pela vantagem no placar. Reponsável pelo gol que garantiu a classificação do Guarani para a final, o estrelado Halison concluiu jogada trabalhada pé por pé entre os atletas alviverdes e aumentou a contagem para os donos da casa restando 15 minutos para o final do segundo tempo, 3 a 1. O tento desconcentrou o Guarani que, quatro minutos depois, errou na saída de bola. Oportunista e ágil, Xandy aproveitou o erro e, de bico, conseguiu superar Gian, 3 a 2. A tensão tomou conta das equipes nos minutos finais. Restando cinco minutos, Guarani e Afucs já tinham cometido cinco faltas, o limite antes do tiro-livre. Antes do apito final, Lukinhas direcionou a cobrança de pênalti para o ângulo esquerdo de Nanno, restando 2 segundos, final 4 a 2

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.