PUBLICIDADE
Unopar nº 9

Ismael Werlang

“Sou grato por ter chego até aqui, mas quero evoluir sempre, ser uma pessoa melhor, ajudar os outros. Quero também fazer grandes campanhas internacionais”

SET

Publicado em 17/11/2018, última alteração em: 19/11/2018 15:36.

Por:



Serrano Nº11

Sem dúvidas, o Brasil é referência no mercado de modelos. A exportação de talentos nacionais para a moda global existe desde os anos 1950, quando Vera Barreto Leite e Mimi Ouro Preto desfilavam para a alta-costura francesa. O segmento masculino, no entanto, sempre foi uma carreira bem mais difícil a decolar. Mas, para o caiçarense Ismael Werlang, de 33 anos, foram essas dificuldades que o fizeram acreditar no seu potencial e chegar onde está hoje, morando em Miami e modelando internacionalmente para grandes marcas e os mais renomados fotógrafos.

 

O início

Para o filho de Iraci e Enio Werlang (in memoriam) tudo começou aos 20 anos. Um belo dia, enquanto passeava em um shopping em Passo Fundo, um scouter (espécie de olheiro) o convidou para ser apresentado a umas agências de São Paulo. A partir daí, aquele menino que saiu de casa aos 18 anos, em busca de seus sonhos, mal podia imaginar que as portas do mundo se abriam para ele. “Tudo foi acontecendo. Claro que no início tem aquele preconceito, pois um homem modelando e fotografando há aquela restrição de momento por parte de algumas pessoas. Mas sempre tive em mente os meus objetivos e quis dar o meu melhor. Além disso, contei com o apoio da minha família, que é maravilhosa, sempre esteve ao meu lado, meus pais e meus irmãos Rafael, Julia, Rogério, Rose e o Sérgio”, frisa o modelo, que também tem formação como ator e é bacharel em Gestão Comercial.

 

Reconhecimento

Ter semprea melhor pose, o melhor olhar, o melhor sorriso. Para alguns, esse conjunto pode até parecer difícil para um único momento, mas foram exatamente esses atributos que fizeram e fazem hoje Ismael ser reconhecido internacionalmente e requisitado para muitos trabalhos de marcas famosas e de profissionais, que qualquer jovem que sonha em seguir a carreira de modelo ficaria alvoroçado só de ouvir falar no nome. “Tenho muitos trabalhos, os quais me orgulho muito, pois cada um conta um pouco da minha trajetória. Me marcaram o desfile para Felipe Fanaia, um estilista que admiro demais; fotografei para o estilista Alexandre Herchcovitch. São muitos trabalhos, todos especiais. Também fiz um comercial para a Budweiser, o qual passei por uma seleção gigantesca. Agora acabei de fotografar para uma marca europeia e em breve estarei estampado em um quadro no Museu de Arte dos Estados Unidos”, conta Ismael. 

 

Próximos passos

Em uma profissão que o realiza, proporciona viagens – que ele gosta muito –, contatos e a descoberta de um mundo cheio de oportunidades, Ismael quer estar em evolução, aprendendo ainda mais, estudando e fazendo aquilo que mais lhe dá prazer. “Sou grato por ter chego até aqui, mas quero evoluir sempre, ser uma pessoa melhor, ajudar os outros. Quero também fazer grandes campanhas internacionais”, finaliza o modelo, que é agenciado pela Das Model Miami (DASMM).

 

E se você quer acompanhar um pouco mais do trabalho de Ismael, pode segui-lo no Instagram – @ismaww.

 

Texto: Suseli Cristo

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.