Otaviano Olavo Pivetta

A minha entrada da vida pública foi consequência do trabalho dentro da comunidade, buscando, com o apoio de todos, as melhorias que nós precisávamos

Publicado em 07/07/2018.

Por: Suseli Cristo



Para se tornar um gestor de sucesso não basta ter conhecimento técnico ou ser um bom executor de tarefas. É necessário ter ou desenvolver competências para comandar uma equipe com eficiência, como habilidade de influenciar e estimular as pessoas, praticar a ética e ter pró-atividade. E esses foram os passos do caiçarense Otaviano Olavo Pivetta, que tem sua história traçada pela força de vontade, liderança e destaque em terras mato-grossenses.

 

De agropecuarista a político

Otaviano Olavo Pivetta é empresário no ramo do agronegócio e imobiliário, agropecuarista e conhecido político brasileiro, ex-deputado estadual e ex-prefeito do município de Lucas do Rio Verde. Terceiro dos sete filhos do ex-prefeito e caminhoneiro Tilídio José Pivetta e da professora e catequista Margarida Gelmina Faccin Pivetta, nasceu no dia 10 de maio de 1959, em Caiçara, cidade onde seus pais ainda moram. Sua história com as terras mato-grossenses começou em 1982, quando mudou-se para Lucas do Rio Verde, e desde então dedicou-se ao ramo da agricultura e ao movimento comunitário. Como empresário rural, investiu na produção de arroz, soja, algodão, milho, suínos e bovinos. Tais atividades o levaram a criar a Vanguarda do Brasil S.A, que posteriormente se tornou a Vanguarda Agro S.A, hoje considerada a maior empresa do ramo no país.

Em 1997, assumiu o cargo de prefeito de Lucas do Rio Verde, sendo reeleito em 2000 e eleito novamente em 2013. Também foi deputado estadual, entre 2007-2010. Usando a visão empresarial, Pivetta implantou o sistema de gestão de resultados, onde sob sua coordenação, Lucas do Rio Verde tornou-se uma das melhores cidades do Brasil em qualidade de vida, com destaque para o desenvolvimento econômico, educação, saúde, habitação, saneamento básico e infraestrutura de urbanização, inclusive ficando em primeiro lugar no índice Firjan, com base no ano de 2016, divulgado na semana passada. “A política e a agricultura sempre estiveram presentes na história da minha família. Meu pai foi prefeito de Caiçara por duas vezes e minha mãe professora e catequista. Então, cresci em meio às reuniões políticas, ações comunitárias e o trabalho no campo. Quando me mudei para o Mato Grosso, no início da década de 80, Lucas do Rio Verde ainda era uma agrovila que sobrevivia unicamente da agricultura, não tinha nenhuma infraestrutura, e tudo foi conquistado graças ao trabalho e a união dos moradores. A minha entrada da vida pública foi consequência do trabalho dentro da comunidade, buscando, com o apoio de todos, as melhorias que nós precisávamos. Eu me considero um empreendedor social, trabalho pelo desenvolvimento econômico, mas sem esquecer do bem-estar das pessoas”, destaca o empresário.

   

Exemplos que vêm de casa

Hoje com 59 anos e pai de seis filhos, Pivetta sempre leva consigo os exemplos que teve em casa, ao lado do seu Tilídio e da dona Margarida, e dos irmãos, o que sempre contribuiu para que ele conseguisse desenvolver o seu trabalho da melhor forma possível. “O envolvimento com a comunidade, o trabalho comunitário, são as maiores influências do meu pai. Porque quando não se tem muito recurso – e hoje, o recurso está escasso –, o que faz com que os gestores consigam avançar é o apoio da comunidade. Tudo o que sou, aprendi com meus pais e devo aos ensinamentos que me passaram. Sempre trabalhei com planejamento, dentro de um sistema de gestão de resultados, pensando no bem da minha comunidade, das pessoas que veem em um gestor as respostas para os problemas de onde vivem”, frisa Pivetta.

Os exemplos de boa gestão também colocaram o caiçarense no ranking de um dos melhores prefeitos do Mato Grosso, inclusive recebendo honrarias pelo seu trabalho. “Tudo o que sou e tenho devo aos meus pais. Esse reconhecimento é resultado do trabalho, não somente meu, mas de todos os gestores que passaram pela administração do município e também dos servidores. Nada vem de maneira fácil. Tudo é construído dia a dia, com muito trabalho”, acrescenta o caiçarense, lembrando que “ser um bom gestor é cuidar da vida de cada um dos habitantes. É garantir escola de qualidade, saúde na hora em que mais precisam, é promover o desenvolvimento para garantir emprego e renda para as famílias”, finaliza Pivetta, que neste ano colocou o seu nome à disposição para concorrer ao governo do Estado do Mato Grosso.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.