PUBLICIDADE
9 - Girassol

Distanciamento controlado

Classificação do governo do Estado coloca municípios da área de abrangência de Palmeira das Missões com risco altíssimo no sistema de enfrentamento à pandemia

Publicado em 19/02/2021, última alteração em: 22/02/2021 16:50.

Por:



11 - Buligon

Em alerta máximo, o Rio Grande do Sul apresenta 11 das 21 regiões previamente classificadas com o nível mais alto previsto no sistema de enfrentamento à pandemia, o que representa 68,4% da população gaúcha. A região de Palmeira das Missões, que inclui Frederico Westphalen, foi uma das classificadas na bandeira preta pela primeira vez.

Até então, o RS só havia tido duas rodadas com bandeira preta: na 32ª semana (de 15 a 21 de dezembro), com duas regiões, e a última, na 35ª rodada (de 5 a 11 de janeiro), com uma bandeira preta.

12 - Engenehiro Alvaro

Além de Palmeira das Missões, também foram classificadas em bandeira preta nesta 42ª semana as regiões de Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Erechim, Lajeado, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul e Taquara. As outras 10 regiões foram classificadas em bandeira vermelha, que indica alto risco epidemiológico. Todas as regiões poderão aderir ao sistema de cogestão regional para adotarem as restrições exigidas pela bandeira anteior, no caso a vermelha. As associações regionais que desejarem enviar pedido de reconsideração ao mapa preliminar terão ainda o prazo de 36 horas para encaminhar a solicitação ao governo. O mapa definitivo será divulgado na terça-feira, 23.

Segundo o governo do Estado, a classificação em bandeira preta não é o mesmo de decretar lockdown (medida mais extrema de restrição). Entretanto, em decorrência da gravidade da situação da pandemia no RS, foi decretada a suspensão geral das atividades entre as 22 horas e as 5 horas até o dia 1º de março em todo o Estado.

Os municípios da região também já estão adotando medidas mais restritivas para ajudar a conter a rápida propagação do vírus. Na sexta-feira, 19, um decreto do Executivo de Seberi proíbe a permanência ou aglomeração de pessoas em áreas verdes, loteamentos, praças ou parques públicos ou privados do município. Em Planalto, a administração municipal decretou lockdown desde as 19 horas da sexta-feira, 19, até as 6 horas da segunda-feira, 22, com liberação de apenas serviços essenciais. Em Frederico Westphalen, além da proibição de som ao vivo e som mecânico em estabelecimentos, o decreto que trata da adoção de medidas restritivas para o combate da proliferação da doença – publicado nesta sexta-feira, 19 – mantém a suspensão do uso de áreas verdes, loteamentos, praças e parques públicos ou privados no município. Outra importante alteração foi a alteração do horário de funcionamento de restaurantes, bares, lanchonetes, lojas de conveniências, postos de combustíveis e outros estabelecimentos similares. De acordo com o decreto, estes locais poderão funcionar somente até às 22 horas, e o atendimento deverá ser encerrado às 23 horas, sem possibilidade de se estender o horário.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica
PUBLICIDADE
13 - Mega Turismo