PUBLICIDADE
9 -  Live Ohana

João Paulo II

Polonês foi o primeiro e único pontífice a visitar o Rio Grande do Sul

Publicado em 06/07/2020, última alteração em: 06/07/2020 19:34.

Por:



11 - Razia

Os dias 4 e 5 de julho de 1980 jamais serão esquecidos pelos gaúchos. Há 40 anos, pisava na “Querência Amada” – apelido carinhoso dado pelo saudoso Teixeirinha ao nosso Rio Grande do Sul –, Karol Jósef Wojtyla (1920-2005), eternamente conhecido como João Paulo II. O polonês foi o primeiro e único papa a visitar o Estado. Não é à toa que sua passagem por Porto Alegre foi marcante, a ponto de a multidão ter transformado o pontífice em um cidadão do RS. “Ucho, ucho, ucho, o papa é gaúcho”!, gritava o povo.

Tamanha euforia dos fiéis não era somente em razão da primeira vez do papa em solo riograndense, mas também pelo carisma do pontífice, que chegou a experimentar um chimarrão, oferecido pelo tradicionalista Paixão Côrtes, e até topou colocar um chapéu de gaudério na cabeça. Além dos rituais de gauchismo, a passagem de João Paulo II pela capital gaúcha também foi marcada por um desfile no papamóvel pelas ruas de POA, quebra de protocolo para beijos e abraços em crianças e em funcionários que lhe esticaram o tapete vermelho, além de um discurso sobre vocações para uma multidão de fiéis na Rotula junto ao Estádio Olímpico, conhecida hoje como Rótula do Papa.

Quem esteve entre as mais de 300 mil pessoas que presenciou estes momentos, hoje, sem dúvida, ratifica e eterniza a expressão de que “o papa era gaúcho”.

Em sua visita ao RS, João Paulo II experimentou a tradicional bebida dos gaúchos, o chimarrão
(Foto: Arquidiocese de Porto Alegre/Divulgação)

Minidocumentário sobre a visita do papa

Para marcar os 40 anos da vinda do papa ao RS, a Arquidiocese de Porto Alegre lançou no sábado, 4, um minidocumentário. O vídeo, que contém fotos e depoimentos dessa passagem histórica, pode ser assistido nos canais digitais da Arquidiocese.

Centenário do nascimento de João Paulo II

Além da comemoração das quatros décadas da passagem do pontífice pelo Estado, 2020 também marca o centenário do nascimento de João Paulo II, considerado o primeiro “papa pop”, ou “papa da TV”, em razão de ter sido o primeiro pontífice a ter sua vida constantemente sendo acompanhada pela imprensa.

Nascido na Polônia, João Paulo rompeu uma tradição de papas italianos que vinha há mais de 450 anos. Também ficou conhecido como o “grande fazedor de santos”, canonizando 482 santos em seus 26 anos e cinco meses de pontificado (o terceiro maior da história). Outro dado curioso sobre o polonês é o de que a sua santificação foi uma das mais rápidas da história recente da igreja, sendo canonizado em 2014, apenas nove anos após a sua morte.

Esteve na visita do papa ao RS? Compartilhe com a gente!

Se você esteve em Porto Alegre nos dias 4 ou 5 de julho de 1980, durante a visita do papa João Paulo II ao RS, ou conhece alguém que presenciou este momento, entre em contato com a redação do jornal O Alto Uruguai e compartilhe sua experiência. Nosso WhatsApp é (55) 9.9663-9716.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Dedetização Daniel
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica