Publicidade
Emoção
Cirurgião-dentista de Tenente Portela salva a vida de recém-nascido
Segundo relato pessoal, o profissional da saúde encontrou o bebê enterrado dentro de uma latrina
Por: Redação
Publicado em: terça, 29 de março de 2022 às 16:47h
Atualizado em: terça, 29 de março de 2022 às 17:02h

Uma história emocionante e quase inacreditável foi vivenciada no município de Tenente Portela, na região Celeiro. “Foi uma das coisas mais tristes e emocionantes que aconteceram na minha vida”, assim descreve o cirurgião-dentista Gustavo Brunet, que estava desempenhando suas funções, na última segunda-feira, 28, quando junto a uma enfermeira foi acionado por membros da comunidade para verificar uma situação que envolvia supostamente uma criança enterrada em uma área do município. 
De prontidão, Brunet e sua colega atenderam ao chamamento e chegando na localidade se depararam com um fluxo de populares ao redor de uma latrina – instalação mais simples, que é usada como banheiro dentro de um sistema de saneamento –, encoberta de terra. O cirurgião-dentista conta que ouviu um relato de uma popular que dizia que fazia pouco tempo que a criança havia parado de chorar. Ao chegar perto, o profissional conta que ouviu um choro e imediatamente começou a retirar a terra e os materiais que estavam cobrindo a latrina e adentrou no local retirando a criança do ambiente que, conforme descreveu, estava cheio de fezes e vermes, que “estavam tomando conta da criança”.
– Para ti ver o que é a ação de Deus. Uma criança com tudo isso, em meio a dejetos dessa natureza, sobreviveu enterrada, pois além de estar dentro de uma latrina, foi enterrada e sobreviveu. Isso são os destinos que Deus dá para as pessoas – comenta o profissional em áudio. 
Em entrevista à equipe de reportagem do AU, Brunet comenta que foi possível retirar o bebê da condição insalubre ainda com vida e encaminhá-lo para o hospital, onde recebeu atendimento que lhe proporcionou sobreviver. Inclusive, o cirurgião pôde visitar a criança ainda na manhã de segunda-feira, 28, e se deparar com ela em ótimo estado de saúde. “Eu fiz o que acho que todo mundo deveria, dentro da minha consciência”, destaca Brunet, autor de um gesto heroico que possibilitou salvar a vida de um ser humano.  
A equipe de reportagem do AU ainda não obteve informações sobre o futuro da criança e segue acompanhando o caso.
 

Publicidade
Publicidade
Fonte: Jornal O Alto Uruguai
Fotos