PUBLICIDADE
9 - Noelzinhos
Antônio João Manfio
Antônio João Manfio

Professor, graduado em Filosofia. Especialização em Pedagogia da Alternância, Diálogo Ecumênico e Inter-religioso, Administração Escolar. Mestre em Planejamento Educacional e doutor em Pedagogia da Alternância.

Sugestões, elogios e dúvidas: clique aqui para enviar um e-mail.

Missionários

A região do norte da Itália era sua grande paróquia

Publicado em: 16/11/2019

Papa Francisco insiste que a Igreja seja Igreja dos pobres e em missão. Esclarece que a sacristia não é o lugar mais adequado para fazer a missão. Pede aos bispos e padres que façam das periferias o novo território da pregação do evangelho.

Os católicos descendentes de imigrantes italianos, oriundos do Vêneto, foram chamados à fé pelas cativantes pregações de Antonio de Pádua, incansável missionário itinerante. A região do norte da Itália era sua grande paróquia.

Há 40 anos, observo a ascensão de igrejas pentecostais e declínio de paróquias católicas. Em 1978, em domingos de tarde, vi na Cinelândia, Rio de Janeiro, pequeno grupos de evangélicos da nascente IURD fazerem pregações que muitos ridicularizavam. Mais recentemente fiz algumas observações que relato a seguir.

Na Igreja de Santa Bakita, no início da Avenida São João, em São Paulo, padre velhinho celebra missa para 26 fiéis. Alguns estão diante dos altares laterais rezando para seus padroeiros. Contei 62 imagens na pequena igreja construída pelos escravos no fim do século XIX.

Perto dali, fiquei vinte minutos numa igreja pentecostal que funciona onde outrora era imponente cinema. Uns 150 dizimistas escutam o pastor prometer o céu a quem paga o dízimo. O saque é realizado em espécie e através de quinze maquininhas. Era o sexto culto de uma terça-feira, dia dedicado à família. Em um lado do folhetim distribuído nas ruas e praças está o salmo 91. Noutro a programação dos 48 cultos semanais.

No coração da Avenida Paulista, na sombra de luxuoso prédio do Banco Safra, está a imponente Igreja de São Luiz, mantida pelos padres jesuítas. Entrei às 11h50min para orar em favor dos cinquenta mil moradores de rua de São Paulo. Quando o sino bateu doze horas, uma funcionária da igreja subiu ao altar e rezou o “Ângelus”, de forma burocrática. Alguns turistas que fotografavam detalhes da arte sacra não se deram conta do que estava acontecendo.

Em outro momento, participei com outros nove devotos idosos, de missa na capela da Universidade Católica de São Paulo, uma joia da arquitetura barroca. O altar é uma rara obra de arte. O mobiliário é precioso. O padre, já velho, surgiu às 18h em ponto. Sem saudar os dez presentes começou a missa. Em vinte minutos cumpriu o rito e sem dizer boa noite, deu a bênção final e desapareceu.

A um quilômetro dali, nas escadarias da Universidade Nove de Julho, fui abordado por dois jovens que distribuíam folhetos contendo textos bíblicos. Convidavam para participar de cultos numa igreja próxima. Batalhão de “obreiros” distribuíam propaganda. Decidi ir como observador. Em um barracão de uma antiga fábrica, encontrei uns mil jovens inebriados, cantando, louvando, gritando, fazendo gestos.

Em 2007 coordenava, em uma universidade, um programa sobre participação e solidariedade. Com ele desejava-se estimular o protagonismo humanista nos jovens. Quando fui universitário participei de movimentos da Juventude Universitária Católica que me ajudaram a descobrir a dimensão da ação social da Igreja. Lembrei o padre Leonel Franca, na década de trinta, no Rio. Ele foi líder da JUC. Na esteira de seu trabalho ocorreram inúmeras conversões, dentre elas a do escritor Alceu Amoroso Lima, que se tornou, para o resto da vida, um esteio do pensamento católico.

Tentei implantar na universidade algo parecido com a dinâmica evangelizadora da JUC. Fui ao bispo apresentar a proposta e pedir que liberasse um padre para liderar o movimento. A pastoral universitária proposta visava formar líderes católicos. O bispo disse que não poderia tirar um padre da paróquia para atuar na universidade. Algum tempo depois, um pastor de São Paulo falou para o público que lotou o salão da universidade.

Recentemente, o papa disse que cabe aos pastores procurarem as ovelhas desgarradas, ao invés de ficarem nas sacristias aguardando seu retorno. Como eu, deve haver milhares de outros missionários enferrujando nas velhas prateleiras da Igreja.

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Dedetização Daniel
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica