PUBLICIDADE
9 - Cotrifred
Cesar Riboli
Cesar Riboli

Advogado e professor universitário.

Sugestões, elogios e dúvidas: clique aqui para enviar um e-mail.

Outubro Rosa

Este movimento surgiu no início da década de 1990, em Nova Iorque, com a primeira corrida pela cura

Publicado em: 26/10/2019

Está encerrando mais um mês de outubro, em que as atenções são voltadas para as atividades do já conhecido Outubro Rosa. Pela importância que representam as campanhas e atividades desenvolvidas com o propósito de conscientização para o controle preventivo do câncer de mama, este mês tem sido um marco decisivo para que no Brasil seja possível reduzir o número de vítimas da doença.

O Outubro Rosa é um movimento internacional que tem como propósito despertar e incentivar a conscientização das mulheres e também dos homens para o controle do câncer de mama. Este movimento surgiu no início da década de 1990, em Nova Iorque, com a primeira corrida pela cura. Entretanto, foi em 1997, também nos Estados Unidos, que ganhou força o movimento com o início das atividades destinadas ao diagnóstico e prevenção da doença, sendo escolhido o mês de outubro como símbolo dedicado para as ações e atividades de conscientização e de prevenção contra a doença.

Desde então, todos os anos, é celebrada esta data no mundo todo, com o objetivo de serem compartilhadas informações e de promoção da conscientização sobre a doença. Essa conscientização objetiva a prevenção, mas não é somente a prevenção, é também motivo de luta pela viabilidade de maior acesso aos serviços públicos para o diagnóstico da doença e para a diminuição da mortalidade feminina.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de mama é segundo tipo que mais acomete brasileiras, representando em torno de 25% de todos os cânceres que afetam o sexo feminino. Para o Brasil, foram estimados 59.700 casos novos de câncer de mama em 2019, com risco estimado de 56 casos a cada 100 mil mulheres. Realmente, uma questão preocupante e merecedora de atenção de toda a sociedade brasileira.

Ainda, segundo o Inca, a prática de atividade física e de alimentação saudável, com manutenção do peso corporal adequado estão associadas a menor risco de desenvolver câncer de mama: cerca de 30% dos casos podem ser evitados quando são adotados esses hábitos. A amamentação também é considerada um fator protetor. Ressaltando a importância de que a população feminina deva “estar alerta” a qualquer alteração suspeita nas mamas (estratégia de conscientização), assim como tem desenvolvido ações com gestores e profissionais de saúde sobre a importância do rápido encaminhamento para a investigação diagnóstica de casos suspeitos e início do tratamento adequado, quando confirmado o diagnóstico.

Atualmente, quando circulamos pelas cidades da região, por entidades, empresas, escolas e órgãos públicos, percebemos o quanto tem ganhado importância as campanhas do Outubro Rosa, a cada ano mais pessoas e entidades estão engajadas no movimento. Esse engajamento, com certeza, representara mais vidas e mais qualidade de vida. Vem aí o Novembro Azul, então, é esperar que os homens sigam o exemplo das mulheres e incorporem o mês de ações tão importante para o combate a temível doença.

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica
PUBLICIDADE
13 - Dedetização Daniel