Elisabete Cerutti
Elisabete Cerutti

Doutora em Educação e diretora-acadêmica da URI/FW

beticerutti@uri.com.br

Sugestões, elogios e dúvidas: clique aqui para enviar um e-mail.

A capacidade de comunicar

Escrever, é uma entrega. É relevar o que somos, o que pensamos e o que ousamos

Publicado em: 31/08/2019

Em meio a um cotidiano intenso recebi um convite que me senti extremamente honrada: fazer parte do time de colunistas do jornal O Alto Uruguai. Por alguns instantes fiquei refletindo o porquê de tamanha confiança dos responsáveis pelo jornal de maior representatividade regional. Tentando buscar respostas entendi que um dos motivos poderia ter vindo da minha paixão em escrever como exercício de vida e de docência, pesquisadora, profissional e pessoa.

Mario Osório Marques, em sua obra “Escrever é preciso”, trouxe várias concepções sobre como principiar uma escrita, tendo como pano de fundo o conteúdo do que se escreve.

Escrever, é uma entrega. É relevar o que somos, o que pensamos e o que ousamos para alguém que, do outro lado, com suas percepções, histórias e memórias poderá: ler – aceitar – estranhar – questionar – elogiar ou até mesmo, debater.

Essa possibilidade de escrever, emitir uma opinião sobre o que pensamos, esclarecendo a opinião do que nos constitui, com liberdade de expressão, é um foco que sempre propus em minhas aulas e atividades relacionadas ao ensino.

Pensar sobre uma determinada situação, envolve ter leitura, entendimento sistêmico, apurar fatos, ampliar o factível, ou, como tanto tem se revelado atualmente, estar tão embebido de conhecimento, a ponto de desconfiar se aquela notícia é fake ou fato. Com a eminência das tecnologias digitais, temos a possibilidade de acessar informações, criar argumentos, analisar narrativas, compreender contextos e, então, fazer determinadas opções.

É preciso sim, saber escrever, entender que a leitura é o que sustenta uma boa escrita. Politizados com novas tendências de comunicação, estamos sempre destacando a necessidade de saber escrever, de fazer-se entender por uma determinada linguagem, de ter referências, argumentos e clareza com palavras expressões e verbetes. Saber escrever e se comunicar é uma capacidade que nos garante uma competência sistêmica.

Então, amigos leitores, pretendo, com minhas escritas, convidá-los a refletir sobre diferentes e atrativas temáticas, sendo um desejo humilde de poder “interagir”, ou quem sabe, conduzi-los a um pensar sobre. Como professora, não posso me furtar de dizer a minha palavra, de maneira crítica, coerente e sempre com uma voz de esperança. Até o próximo mês!

 

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica
PUBLICIDADE
13 - Dedetização Daniel