Jaime Folle
Jaime Folle

Professor, com mestrado em Empreendedorismo no exterior e mestrado em Desenvolvimento no Brasil; atua como palestrante e instrutor de cursos e treinamentos.

Sugestões, elogios e dúvidas: clique aqui para enviar um e-mail.

Amar-se

A grande saída está na mudança de pensamento, de ser capaz de se amar do jeito que é

Publicado em: 20/04/2019

Quem não se ama sempre procura se colocar degraus abaixo dos outros, o desprezo por si mesmo o transforma em prisioneiro e vítima do seu próprio destino, construído em cima de ideias, pensamentos e sugestões que o indivíduo que não se ama se autossugere e vive preso às próprias mazelas.

Normalmente, pessoas que não se amam tendem a se anular, se esconder dos outros e do mundo, porém, na verdade, estão se escondendo do seu próprio eu. Nos olhos das pessoas que têm desprezo por si mesmo, a glória, a fortuna, as mulheres e homens lindos pertencem aos outros, isso não faz parte do seu pensar. Sempre estão imaginando que os outros são mais inteligentes, mais bonitos, mais ricos para merecerem melhor intento.

Uma das primeiras consequências desta distorção é a impossibilidade de a pessoa desenvolver a confiança em si própria, enfrentar os outros e obter triunfo e glória sobre eles. Apesar do tanto que se empenham as pessoas que têm desprezo por si mesmas não conseguem alcançar o que buscam para suas vidas, porque se deixam barrar pelos próprios pensamentos e caem na vala comum da grande maioria, que pensa assim e carregam penosamente a frustração de um patinho feio, que nasceu para o desprezo e o fracasso.

Por mais difícil que seja sua conquista, a felicidade não é impossível, desde que não se pretenda entendê-la como tal. Pessoas que se desprezam, também desprezam os outros, porque desejariam estar no lugar deles.

A grande saída está na mudança de pensamento, de ser capaz de se amar do jeito que é e, logo, verá os olhos de fora para dentro e não de dentro para fora. Também não mais como inimigos e adversários, mas como pessoas que o ama, da mesma forma como você decidiu se amar.  O reconhecimento deste primeiro passo é a grande saída para trocar o desprezo de si pela plenitude do amor próprio.

Quem não se ama, mesmo decidindo viver uma vida sozinha, não vai conseguir, pois sempre haverá alguém que o ama, independente do jeito que você é.

Aproveite esta Páscoa, que é um período de renovação do homem velho para o homem novo, e mude a partir de agora colocando o amor próprio acima de qualquer coisa e abaixo de Deus.

Até a próxima!

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.