PUBLICIDADE
9 - Seen Experience
Frei José Izidoro Olcoski
Frei José Izidoro Olcoski

Frei Capuchinho.

Sugestões, elogios e dúvidas: clique aqui para enviar um e-mail.

Nossa dignidade humana

Tira-se a vida do outro por muito pouco

Publicado em: 22/09/2018

Lamentavelmente preciso começar este texto fazendo um triste anúncio: foi assassinado, neste exato momento, mais uma pessoa em algum rincão desta nossa pátria amada, Brasil! Até o fim da sua leitura talvez mais alguns outros. Todos nossos irmãos e irmãs. Em média, são sete por hora, e o maior índice está no Estado do Rio de Janeiro. Na verdade, este cenário não mudou, e não é somente na cidade maravilhosa, que continua maravilhosa, pois tem um povo abençoado por natureza, mas em todo Brasil. O fato é que lá acontecem mais homicídios do que em diversas das guerras recentes, e isso é uma triste realidade.

Seja a violência direta, estrutural ou cultural, a morte parece ser o grau máximo e o mais alcançado ultimamente. Tira-se a vida do outro por muito pouco. Seja um adulto, criança, homem ou mulher, a morte nunca esteve tão próxima de nós. Seus propulsores e motivadores nunca foram tão falados nos noticiários, nas músicas, na arte: intolerância, tiroteios, corrupção, marginalização, desigualdade, entre outros. Tudo isto ronda nossas conversas, fazem parte de nosso vocabulário diário, nos deixam indignados e, em muitos casos, tem atingido diretamente nosso corpo, tirando nossa essência vital, a própria dignidade humana. Tem-se tirado a nossa vida e as das pessoas que amamos.

Dignidade humana? Todos, repito, todos nós temos essa característica única que é a dignidade humana, e esta se manifesta e se consolida na vida que a cada um é concedida por Deus. Quando se tira, mesmo que a vida de somente um, fragmenta-se na verdade a dignidade de todos. Todos somos atingidos. Talvez isso explique porque nós sentimos indignação, mal-estar, tristeza quando sabemos que mais um filho de Deus teve a vida ceifada, sobretudo, quando de uma forma tão violenta. Toda violência, seja ela qual for e contra quem for, fere a todos nós, porque “golpeia” nossa dignidade humana. Lembremos, somos todos irmãos.

 “Não matar” é a ordem de Deus. Significa: “preservar, defender e promover a vida, em toda a ordem”. Não matar é sinal de respeito que preserva a vida na esfera das relações humanas: conjugais/parentais (4º e 6º mandamentos); e de trabalho (3º e 7º), da traição, etc. Não matar e não permitir matar os direitos adquiridos dos trabalhadores. Não matar e não permitir matar a honra e a dignidade das pessoas, simplesmente pelo machismo que fere as mulheres, pelo tráfico de pessoas, o abuso de menores, entre outros.

Deus é vida e quer que tenhamos vida em abundância (cf. Jo 10 10), e esta é para todos.

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica
PUBLICIDADE
13 - Dedetização Daniel