PUBLICIDADE
09 - Consulta Popular
Marcelo Blume
Marcelo Blume

Administrador, especialista em Marketing e mestre em Engenharia de Produção. Palestrante, pesquisador e escritor, com artigos e quatro livros publicados na área de gestão.

Sugestões, elogios e dúvidas: clique aqui para enviar um e-mail.

Histórias para se inspirar

**Os textos de colunistas aqui publicados são de sua total responsabilidade e não refletem a opinião do jornal O Alto Uruguai.

Publicado em: 12/08/2020

A humanidade precisa do melhor de nós neste momento, mais do que nunca! Não tenho a pretensão de publicar um texto apelativo, tampouco dramático, mas gostaria de sensibilizar os amigos leitores para a necessidade de convidarmos as pessoas ao nosso redor para uma mudança de postura.

As tragédias, as desgraças, as notícias ruins parece que sempre chamaram mais atenção e por isso estão mais presentes na mídia, nos comentários, reuniões e rodas de conversas. Todavia, olhando um pouco para a história da humanidade, este aspecto negativo nunca esteve tão presente quanto neste momento em que os meios de comunicação e de interação entre as pessoas é muito maior do que em qualquer outro momento. Esta percepção negativa gera comportamentos que só aumentam as dificuldades, gerando paralisação e destruição das alternativas. Precisamos olhar para a frente com mais vontade de fazer coisas positivas. O melhor de cada um de nós pode ser mostrado no que fazemos efetivamente e a humanidade está precisando do melhor de nós.

Ler, ouvir, ver histórias inspiradoras, incentiva e mobiliza o melhor de cada um. Convido aos amigos leitores para dedicar mais tempo a conhecer histórias inspiradoras e compartilhá-las em rodas de conversas da família e amigos, nos grupos das redes sociais, e onde mais puder. A humanidade precisa mais do que nunca de um número maior de pessoas estimuladas a agir, seja em causas sociais, humanitárias, empresariais, comunitárias, ambientais e outras.

Muitas empresas, pequenas e grandes, viram seus planos de desenvolvimento “sem chão”, a partir da maior pandemia dos últimos 100 anos. Todavia, após o impacto (e susto) inicial, muitas organizações, independente do tamanho, ficaram sem saber o que fazer, enquanto algumas trataram de se movimentar, quer seja tirando projetos do papel ou usando da criatividade, pesquisa, inovação, para se reinventar, sendo que algumas destas já vivem momentos tão bons quanto antes da pandemia e outras, vivem seus melhores dias de desenvolvimento. Estas últimas têm demonstrado alguns pontos em comum, como o fato de terem tirado o foco das más notícias, e aprimorado o entendimento das mudanças de como potencializar o negócio.

Reinventar o modelo de negócios, focando em facilidades para a vida dos clientes e auxílio para a sociedade passar por esta enorme provação, pode gerar dividendos a longo prazo. Fechar parcerias para complementar o portfólio, vender para quem nunca havia vendido, abrir mais canais de vendas, novos canais de comunicação, aumentar a produtividade e a produção com novas tecnologias e mais parcerias são algumas das ações realizadas por aqueles que estão se superando.

A pandemia, infelizmente, continuará entre nós, esperando que com impacto reduzido, mas as histórias de inovação entre pequenas e grandes empresas do Brasil e de fora, e também entre ONGs, autarquias, repartições públicas, mostram que é nos momentos mais desafiadores que os melhores espíritos despontam. Este momento exige o melhor de cada um de nós, ajudando a tirar mais gente da inércia, buscando inspiração em histórias positivas, nos casos de superação, e compartilhando-os para inspirar mais gente. Ampliar acessos, baratear, facilitar, flexibilizar, gerar conveniência, inovar, qualificar e, principalmente, fazer, devem ser palavras de ordem em nossas organizações.

A sociedade mundial está inovando como nunca, mas segue com o desafio de compartilhar com uma parcela maior da população estas novidades, pois muitas vezes o que parece comum para alguns, ainda é desconhecido pela maioria. O Brasil que é sempre lembrado pelos abismos de desigualdades poderia mostrar uma face diferente desta vez em que o mundo está com os mesmos problemas.

Um abraço e até a próxima!

 

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica
PUBLICIDADE
13 - Mega Turismo